Our Posts

Qual a diferença entre operação de cobrança e recuperação de crédito?

As financeiras que atuam neste campo buscam quebrar a ideia de complexidade frente aos clientes, por ser um assunto carregado pela imagem da pessoa em sociedade, igualmente, envolvem assuntos delicados para com os consumidores, ou seja, dinheiro.

Assim tratar operações de cobrança e relacionar a recuperação de crédito, se mostra uma tarefa árdua às assessorias, ou seja, são aspectos subjetivos de cada uma das operações. Entre as mesmas existem principais diferenças, senão vejamos; a Operação de cobrança, trata-se de uma ação tomada pelo call center em razão de um montante devido. A ação é o ponto de partida para uma possível renegociação ou ate mesmo uma simples cobrança, esta ação por si só exige capacidade técnica aos operadores que devem demonstrar aos clientes a imagem de oportunizarão para a regularização.

Frisa-se que a ação dos calls centeres abraça a ideia de extrajudicial, entretanto, a sua motivação pode tornar-se judicial, afinal trata-se de uma oportunidade amistosa antes que seja a quantia litigada em juízo.

Por outro lado a recuperação de crédito se trata de uma operação diversa a da cobrança, onde o foco liquidar as dívidas. A recuperação busca auxiliar o consumidor que já possui dívidas, e que se encontra cadastrado nos órgãos de restrições de créditos, como ao caso Serasa.

Esta inserção provoca ao consumidor a perca do direito ao crediário em uma instituição financeira, bem como, outros benefícios que poderia adquirir em outros centros comerciais. Aqui se inicia o trabalho da recuperação de crédito, objetivando ajudar o inadimplente a sanar seus débitos e regularizar a situação financeira junto ao mercado financeiro e comercial.

A recuperação tem uma abordagem ampla da vida do consumidor, desta forma, estabelece uma relação de confiança ao operador para esta situação, a negociação tente a ser maior e pode envolver mais de uma instituição financeira.

Importante mencionar que ambas as ações podem ser desenvolvidas pela mesma central, já que a diferença entre as operações esta somente na postura dos agentes, igualmente, a mesma legislação tributária e financeira deve se empregada tanto na ação de cobrança como na recuperação de credito, respeitando os requisitos de cada uma delas.

CAUANA PERIM FRANCO RECHE
Advogada, conciliadora, membro da Comissão de Direito de Família da Ordem dos Advogados do Brasil em Londrina, especialista em Direito Civil e Direito Empresarial, possui graduação em Direito pela Universidade Norte do Paraná (UNOPAR); Pós-graduação em Direito Empresarial e Civil pelo DAMÁSIO EDUCACIONAL (Faculdade Damásio).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *